Passar para o conteúdo principal
Notícias gerais

Implantes dentários: o ABC do "parafuso"

Os implantes dentários recorrem a "parafusos" para substituírem os dentes perdidos. Atualmente, esta solução é cada vez mais procurada pelo seu conforto e por apresentar resultados muito semelhantes aos dentes naturais. No entanto, o modo de realização dessa cirurgia permanece uma incógnita para muitos Pacientes. Vejamos as principais etapas deste tratamento.

Os implantes dentários consistem em pequenos parafusos feitos de titânio.

A: Qual é a constituição dos Implantes Dentários?

Os implantes são "parafusos" feitos de titânio, um material biocompatível e que facilita a sua integração por parte do osso. A sua estrutura pode ser dividida em duas componentes principais: uma rosca (que permite que seja aparafusado dentro do osso) e uma parte oca (onde são, posteriormente, encaixados os novos dentes). 

Os implantes são "parafusos" feitos de titânio, um material biocompatível que facilita a sua integração por parte do osso.

Atualmente, existem vários tipos de implantes no mercado, com diversas formas e tamanhos. Contudo, os mais comuns são cilíndricos ou cónicos, medindo entre 3,5 e 4mm de diâmetro, e entre 8 e 14mm de comprimento.

 

B: Quais são as etapas do tratamento?

O processo de colocação tradicional de um implante é realizado através de uma pequena intervenção cirúrgica com anestesia local, que é a primeira de três fases principais de tratamento:

 

1ª Fase – Colocação de Implantes Dentários

  1. Incisão na gengiva – Inicialmente, é feita uma pequena incisão na gengiva, para tornar o osso visível e facilitar os restantes procedimentos. Se existir um dente nessa zona e já não for possível salvá-lo, o médico extrai os dentes onde serão realizados os implantes. Consoante o caso, esta extração pode ocorrer no mesmo dia que a colocação do implante ou não;

  2. Perfuração do osso – Recorrendo a anestesia local e com a ajuda de brocas calibradas, define-se um espaço de poucos milímetros no osso do Paciente, para que seja possível colocar o implante.

  3. Acomodação e proteção do implante – O implante é colocado no espaço preparado e protegido com uma tampa.

  4. Sutura da gengiva – A região é novamente fechada e fica protegida de resíduos alimentares.


Depois da primeira fase, é necessário aguardar que o osso integre o implante. O tempo de espera depende de caso para caso, mas, habitualmente, a zona fica em repouso durante 3 meses. Nesse período, o Paciente pode utilizar uma prótese provisória. No entanto, hoje em dia, já existem técnicas que permitem realizar a fase cirúrgica e a fase protética no mesmo dia. Através de técnicas de carga imediata, o Paciente coloca os implantes e sai do gabinete médico com dentes novos em menos de 24 horas.

 

2ª Fase – Fase protética

  1. Colocação do cicatrizador – Depois do período de repouso, o implante volta a ser exposto, sendo removida a tampa de proteção. De seguida, coloca-se uma pequena peça no implante, que contribuirá para a cicatrização da gengiva;

  2. Registos intra e/ou extraorais – Neste passo, são recolhidas impressões e inicia-se a elaboração da coroa.

 

3ª fase – Coroa Definitiva

Na terceira e última fase, é estabelecido o contacto com o laboratório para produzir uma coroa definitiva (adaptada a cada Paciente), que depois será colocada no implante.

Os implantes dentários consistem em pequenos parafusos feitos de titânio.

C: Que cuidados deve ter?

É importante perceber que, hoje em dia, o processo de colocação de implantes dentários é cada vez mais simples e frequente, sendo realizado com materiais cada vez mais evoluídos tecnologicamente e fáceis de utilizar. Para além disso, utilizando a medicação recomendada e a anestesia local, este tratamento pode ser feito sem dor para o Paciente. 

Apesar de não ser possível prever o tempo de duração de um implante, é inegável que o seu sucesso também dependerá, em grande parte, dos cuidados que o Paciente tiver depois da cirurgia. Para maximizar a qualidade do seu implante e evitar complicações, siga à risca as instruções do seu médico, marque consultas regularmente e realize uma higiene oral diária e completa.

As vantagens únicas Just Smile
Implantologia

DEDICAÇÃO EXCLUSIVA À IMPLANTOLOGIA E CIRURGIA ORAL

O Instituto JUST-SMILE tem no seu ADN a especialização na área da Implantologia e Cirurgia Oral. Somos os primeiros a actuar exclusivamente na área da Implantologia avançada em Portugal. E um dos poucos Institutos na Europa a seguir esta direção.

Implantes

TRATAMENTO JUST-SMILE24®: DENTES IMEDIATOS EM 5 PASSOS

Um protocolo próprio que suporta o modo de atuação das nossas Equipas Médicas e que permite que os nossos pacientes reabilitem a sua Saúde Oral em apenas 24 horas, com implantes de dentes imediatos. Um tratamento completo para recuperar o seu Sorriso natural.

Implantologia

PAGAMENTOS FRACIONADOS PARA UM TRATAMENTO COMPLETO

O Instituto JUST-SMILE assegura condições de financiamento exclusivas com algumas das principais entidades portuguesas financeiras. Um apoio concedido logo na primeira consulta para os Pacientes que requeiram este apoio para recuperar a sua Saúde Oral.

Implantes

TOTAL PRIVACIDADE AO LONGO DE TODO O TRATAMENTO

A reabilitação oral é um ato privado, íntimo e muito pessoal. E por isso mesmo, o Instituto JUST-SMILE assegura a total privacidade de cada paciente em todos os momentos do seu tratamento. Porque um Sorriso natural também exige a discrição que a sua personalidade merece.

Consulta Médico Dentosta
AGENDE A SUA CONSULTA

Para sua maior comodidade, a sua primeira consulta é gratuita.
Inclui um DIAGNÓSTICO e uma AVALIAÇÃO MÉDICA completa. Conheça todos os pormenores do seu tratamento, com TOTAL DISPONIBILIDADE e SEM COMPROMISSO. 

Contacte-nos por telefone (+351 210 537 117), ou agende online.