top of page

Implantologia: O que são e de que são feitos os enxertos ósseos?

Atualizado: 21 de fev.

Pacientes que tenham pouco osso de natureza ou que já tenham sofrido perdas ósseas, podem ter de recorrer a outros tratamentos antes: os enxertos ósseos.


Implantologia

 

A Implantologia é um dos ramos da Medicina Dentária que produz resultados mais confortáveis e semelhantes aos dentes naturais. Mas nem todos os Pacientes podem colocar implantes de imediato. Muitas vezes, a quantidade de osso para acolher o parafuso não é suficiente e, por isso, é necessário realizar um enxerto ósseo. Neste artigo, explicamos-lhe melhor em que consiste este tratamento. E como é realizado.


Para que é usado o enxerto ósseo?

Os implantes dentários são, basicamente, um pequeno parafuso de metal em contacto com o osso, para substituir a raiz do dente. E, para que se integrem com sucesso no osso (isto é, para que se dê a osteointegração), é preciso garantir uma quantidade mínima de osso na zona onde vão ser colocados. E é por isso que, se o Paciente tiver pouco osso nessa região, poderá ser necessário realizar um enxerto ósseo.


Trocando por miúdos, o enxerto ósseo permite aumentar a altura e/ou a espessura do osso. E é utilizado sempre que o Médico Dentista considerar o seu osso demasiado fino ou fraco para permitir e suportar a instalação dos implantes. 


Implantologia faz milagres!

Como é feito o enxerto?

Com o auxílio de exames como radiografias ou tomografias, é possível para o Médico Dentista perceber se é necessário um enxerto ósseo no seu caso. Depois de uma avaliação completa do estado da sua boca.


Relativamente ao osso utilizado no enxerto, este pode ter origem animal, do próprio Paciente ou laboratorial.


Quando é usado o osso da própria pessoa, a probabilidade de rejeição é praticamente nula. Neste processo, o osso é retirado (em forma de bloco ou já triturado) de um local onde não será necessário. E, depois, é aplicado na zona onde existe carência óssea.


Não sendo possível fazê-lo desta forma, é também bastante comum a utilização de biomateriais produzidos em laboratório. Que desempenham a mesma função.

O excerto ósseo poderá ser realizado em laboratório ou num hospital, dependendo do seu nível de complexidade. Mas recorrendo sempre à anestesia necessária (seja local ou geral) e, eventualmente, à sedação consciente.


 

Sabia que...? 

Depois de realizar um enxerto ósseo, é necessário aguardar algum tempo para que o osso fique efetivamente mais forte e estável. Embora este processo possa levar entre 3 a 12 meses, o período certo de espera dependerá, naturalmente, de cada Paciente.

 

Implantologia


Se o tratamento recomendado para o seu caso for um implante dentário e tiver de realizar um enxerto ósseo, não se preocupe. Atualmente, esta técnica é realizada de forma bastante segura e controlada, e serve apenas para garantir que recupera os dentes e a sua Saúde Oral sem qualquer tipo de contratempos. E a Equipa de Implantologia e Cirurgia Oral do Instituto Just-Smile está completamente preparada para o realizar. Marque já a sua consulta de avaliação, sem qualquer compromisso.​

Commentaires


bottom of page