top of page

Osteointegração: o fenómeno de integração dos implantes

Atualizado: 21 de fev.

Saiba o que é a osteointegração e perceba o papel deste processo em Implantologia.


Osteointegração do implante dentário

 

Entenda a osteointegração, o processo que faz com que os implantes dentários modernos sejam a solução mais eficaz e duradoura de substituição dentária.


O que é a osteointegração?

De uma forma muito simples, a osteointegração em Saúde Oral é o fenómeno através do qual um implante dentário é integrado nas maxilas ou mandíbula, fundindo-se com o osso através de processos químicos e físicos.


Em Implantologia, considera-se que um implante está osteointegrado quando oferece um suporte estável a uma prótese sob cargas funcionais, não apresentando sintomatologia de dor, inflamação ou mobilidade.


Osteointegração dos implantes dentárias
 
Hoje em dia, podemos confiar que a qualidade dos materiais e segurança dos protocolos dão-nos garantias de que, em determinadas condições, seguir o caminho da Carga Imediata não põe em risco o processo de osteointegração, podendo até ajudá-lo.

- Dr. João Costa, Equipa de Cirurgia Oral do Instituto Just-Smile


Como acontece?

Quando um implante dentário é colocado cirurgicamente no osso do Paciente, começa por se formar um coágulo junto à peça implantada. Os tecidos que sofreram trauma durante a cirurgia são reabsorvidos pelo organismo e dão lugar a tecidos novos. Ao fim de algum tempo, as células do Paciente começam a migrar e a cobrir o implante dentário, formando-se osso novo à volta da peça protética.


Geralmente, este processo decorre ao longo de seis meses, ao fim dos quais não deverá ser possível, sem recorrer a equipamentos médicos especializados, separar o implante dentário do osso onde foi colocado. O sucesso de osteointegração pode ser avaliado pelo Médico Dentista responsável pelo caso através de exames radiográficos, sendo fundamental existir um acompanhamento rigoroso do caso do Paciente antes e depois da cirurgia.


Osteointegração de implantes dentários

Como se garante uma osteointegração bem sucedida em Implantologia?

O mais importante é que antes da cirurgia sejam realizados todos os exames médicos necessários. O processo de anamnese deve ser minucioso, permitindo ao Médico Dentista traçar um historial clínico rigoroso, de forma a despistar quaisquer fatores de risco.


Ainda que à partida não existam contraindicações absolutas à colocação de implantes osteointegráveis, algumas alterações sistémicas podem impedir a cirurgia. No entanto, a maioria dessas alterações podem ser corrigidas e ultrapassadas com o planeamento certo. Por isso é tão importante recorrer a clínicos experientes em Implantologia e em Cirurgia Oral.


Apesar de não ser um fator de contraindicação, a idade do Paciente também deve ser considerada nesta análise, uma vez que se prevê uma recuperação mais rápida em Pacientes mais jovens. Em Pacientes idosos, a atenção do Médico Dentista em relação a possíveis alterações sistémicas deverá ser redobrada. Caso seja necessário, o procedimento cirúrgico deverá ser adiado até que as alterações sejam normalizadas. No entanto, não existe limite máximo de idade para a colocação de implantes dentários.



Osteointegração de um implante dentário



Se está a pensar recuperar o seu Sorriso natural com dentes fixos, procure a ajuda de profissionais experientes e dedicados. A Implantologia e a Cirurgia Oral são áreas clínicas que podem mudar drasticamente a vida dos Pacientes para melhor. Contudo, estas áreas englobam alguns dos procedimentos mais complexos de Medicina Dentária.


No Instituto Just-Smile encontrará uma equipa clínica composta por Médicos Dentistas com mais de uma década de experiência em Implantologia e especialistas em Cirurgia Oral. Para que consiga ter o Sorriso com que sempre sonhou. Com todo o conforto, segurança e tranquilidade. Marque já a sua consulta de avaliação, sem qualquer compromisso!

תגובות


bottom of page